A ENGENHARIA POR TRÁS DAS GRANDES PIRÂMIDES

A ENGENHARIA POR TRÁS DAS GRANDES PIRÂMIDES

piramideqeops

Com 146 metros de altura, uma base quadrada com 230 metros de lado e pesando cerca de 6,5 milhões de toneladas, a Grande Pirâmide de Quéops é a maior e mais bem elaborada que existe. Para a sua construção, foram utilizados 2,3 milhões de blocos de calcário e granito que resistem até hoje, mesmo após milhares de anos de exposição aos elementos da natureza.

 

Construídas em tempos remotos, as pirâmides são algumas das estruturas mais impressionantes e estáveis, por diversos motivos, como: o fato de que os trabalhadores não possuíam o benefício das ferramentas nem das máquinas modernas; a resistência ao tempo e a perfeição de sua construção, não sendo possível introduzir nem mesmo uma folha de papel entre os blocos de pedra, que chegavam a pesar até duas toneladas.

 

Quando se fala de pirâmides, o Egito é logo lembrado. Lá, o objetivo das construções era abrigar e proteger o corpo do faraó mumificado e seus bens materiais. Antes das grandes pirâmides, as tumbas eram montes de terra. Depois se tornaram construções planas, em formato de caixa. Os “construtores egípcios” foram, então, acrescentando níveis sobre os topos das caixas, formando pirâmides com degraus, e acabaram levando os projetos a patamares impensáveis.

 

A forma como foram planejadas e construídas ainda é um mistério, pois nunca foram encontrados seus planos ou metodologias de construção. Porém, pesquisas levam a algumas conclusões em relação aos processos para a construção de tais estruturas, que seriam:

 

Pesquisa e escavação: Escolha de um local adequado e preparação da fundação.  

 

Os egípcios, primeiramente, cavavam buracos de estacas em intervalos regulares ao longo do relevo da base e planejavam o local em uma grade, depois, escavavam e nivelavam a fundação.

 

Obtenção dos materiais: Extração de pedras das pedreiras  

 

Calcário, granito, basalto, argamassa e tijolos de barro cozido eram os principais materiais utilizados. Como eles não possuíam ferramentas de ferro usavam ferramentas de cobre e pedra cortada para recortar os blocos nas pedreiras.

 

Transporte dos materiais da pedreira até a pirâmide  

 

Estudos chegaram à conclusão que os egípcios utilizavam os trenós de madeira e cordas para transportar os blocos de pedra de 2,5 toneladas. Eles conectavam os trenós ao bloco e alguns homens os rolavam ao longo do caminho. O rio Nilo também era muito utilizado para o transporte dos blocos, por meio de barcaças.

Posts relacionados

Desmistificando a Inteligência Artificial: Como ela transforma projetos de engenharia
6 motivos favoráveis a locação de equipamentos em vez da compra
5 estratégias para reduzir o orçamento de obras
Connections by Squad reuniu empresários da construção e incorporação de todo Brasil

FAÇA JÁ O SEU ORÇAMENTO!

Seu contato é muito importante para nós.
Nossa equipe está pronta para te atender!

Logotipo da Orguel - Página Inicial

Conheça nossa nova marca