Orguel Mecan Institucional
0800 200 0001
Faça seu orçamento

Blog da Orguel

BIM e Realidade Aumentada

ADMINISTRADOR 13/04/2021 15:07

Obras com novas tecnologias

Com o mundo se atualizando a todo momento devido ao uso das redes sociais, a necessidade da agilidade nos processos e mudanças na indústria tecnológica, se tornou necessário que houvesse novos desdobramentos em várias áreas de trabalho. E com o surgimento da plataforma Building Information Modeling (BIM) e Realidade Aumentada, a indústria da construção civil não poderia deixar de se atualizar para uma otimização no planejamento e execução de atividades.

Definições tecnológicas

O Building Information Modeling, BIM, é um modelo de representação digital de uma edificação, combinando informações tridimensionais e não-geométricas. Isso porque, muito mais que só utilizar um software de modelagem virtual 3D ou 4D, esse modelo de trabalho integra todas as etapas e pessoas, considerando planejamento, cronograma e a sequência de execução.

A Realidade Aumentada ou RA é a sobreposição de objetos virtuais sobre objetos reais, com a intenção de conceber uma visualização mais próxima da finalidade. Posto isso, é importante diferenciar tal conceito de outro muito parecido, a Realidade Virtual, visto que neste o ambiente é totalmente digital e independe da realidade, já na Realidade Aumentada, os elementos virtuais e reais coexistem e interagem.

Modelagem 4D, diferentemente do modelo 3D que possui em sua tridimensionalidade somente a profundidade junto a largura e altura, a quarta dimensão inclui informações mais profundas do planejamento da construção. Dito isso, é possível um maior gerenciamento de projetos, dado que neste ocorre analise e monitoramento da construção durante o progresso das atividades, ou seja, é uma ferramenta de verificação continua para otimização de processos e aumentar assertividade como um todo.

A nova combinação tecnológica

A construção civil como uma categoria de base e em constante desenvolvimento econômico, cada dia mais, precisa de inovações tecnológicas desde o projeto inicial até a finalização da obra. Por esse motivo hoje são utilizadas as técnicas de virtualização 3D e/ou 4D do BIM em conjunto com a Realidade Aumentada para expandir algumas interações de suas subáreas como:

Projetos: pois com o uso da RA na virtualização em BIM podem ser avaliados pontos complexos, para eliminação de dúvidas quanto ao posicionamento, dimensões, tipos de produtos entre outros.

Experiência do cliente: com o ambiente imersivo que pode ser criado através da RA, o cliente pode conhecer o projeto e se inteirar de detalhes que ele só saberia depois de executado.

Treinamentos: porque na realização de teste ou simulações em ambiente controlado, a RA pode mostrar algum método ou tipo de execução específica para os colaboradores.

Canteiro de obras: para que se tenha maior precisão quanto as camadas de materiais e instalações que podem ser complexos e visualizados apenas por meio de plantas.

Além disso, é válido enfatizar que o BIM não é só mais um sistema de modelagem, sobretudo junto a RA, é uma possibilidade para se compreender o resultado, além de ser uma nova etapa que tem como objetivo contornar dificuldades e melhorar o planejamento. E muito mais, o BIM, por considerar fatores legais, financeiros, ambientais, além das partes interessadas colaborando ativamente para projetar, construir e operar uma edificação ou instalação, acaba se aproximando mais de possíveis problemas para melhor visualização das suas soluções.

Por fim, o uso de tecnologias não é algo novo, ainda que sejam necessários mais estudos sobre sua aplicabilidade e compatibilidade total de sistemas BIM e RA, visto que o custo pode se tornar alto. Contudo, destaca-se o quesito “tempo”, dado que com a visualização em BIM 4D é possível verificar a linha do tempo da obra e, como consequência, otimizar processos, prever contratempos e propor solutivas mais rápidas. Em suma, a lista de vantagens ou obrigatoriedade dessa aplicação tende a aumentar, já que o mercado tende a almejar menores prazos, redução de custos e erros de projeto, para uma execução mais eficiente.

Gostou do nosso conteúdo? Conheça todas as nossas atualizações clicando aqui!

 

Fonte:

SILVA, Carolina do Prado. A PLATAFORMA BIM APLICADA NO PLANEJAMENTO DE OBRAS. 2017. 117 f. Tese (Doutorado) – Curso de Tecnologia das Construções, Universidade de Brasília Faculdade de Tecnologia, Brasília, 2017. (link)

NÓBREGA, Alan. USO DE REALIDADE AUMENTADA COMO AUXÍLIO PARA CONCEPÇÃO DE PROJETOS ARQUITETÔNICOS EM BIM. 2015. 138 f. Tese (Doutorado) – Curso de Arquitetura e Urbanismo, Ufpb, João Pessoa, 2017. (link)

SANTOS, Max. REALIDADE AUMENTADA APLICADA A PROJETOS ARQUITETÔNICOS PARA ENGENHARIA CIVIL. 2016. 38 f. Tese (Doutorado) – Curso de Ciências Exatas e Tecnológicas, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 2016. (link)

Novidades

Fique por dentro de todas as novidades da Orguel. Se inscreva em nossa Newsletter!

Este website utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao utilizar este website, você concorda com o uso de cookies, conforme descrito na nossa Política de Cookies. As suas preferências também podem ser alteradas a qualquer momento através da nossa ferramenta de Preferência dos Cookies. Para informações de como tratamos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade.